E se… o WikiLeaks fosse brasileiro…

Já imaginaram se o Julian Assange e o WikiLeaks fossem brasilieros?

O Complexo do Alemão se chamaria Complexo do Australiano. Ele não teria se entregado à polícia, obrigando o exército, a marinha e a aeronáutica a invadir o morro e seu pedido de fiança não seria negado, mas embolsado! Um ministro do STF teria concedido Habeas Corpus em menos de 24 horas!

O WikiLeaks iria se chamar “UaiKLínguaSolta”, se contrapondo aos línguas presas que nos governam. Luciana Gimenez seria correspondente em Brasília e a prova do Tirirrica teria vazado na net. As contribuições para manutenção do blog sairiam do caixa 2 dos partidos políticos em contas numeradas na Suíca.

Teriam vazado: a marca da cana que o Lula bebe, o nome do remédio que a Vanusa toma e já se saberia quem é Liss Secret.

WIKILEAKS NO BRASIL VAI SER O TREMELEAKS