Mulheres preferem maridos ricos a carreiras, diz pesquisa.

Estudo afirma ainda que muitas não admitem que o que querem mesmo é ser donas de casa

De acordo com uma pesquisa da London School of Economics, a idéia de independência financeira é um mito e as mulheres ainda querem casar com maridos que ganhem mais que elas.

 Hoje, um número maior de mulheres escolhe se casar com homens bem-sucedidos do que na década de 1940. E, segundo a pesquisadora Catherine Hakim, os homens dominam as posições de comando nas empresas porque as mulheres simplesmente não querem ter uma carreira no mundo dos negócios.

 – A aspiração feminina de se casar bem, com um homem mais graduado e com um salário maior do que o dela persiste na maioria dos países europeus. As mulheres continuam a usar o casamento com alternativa ou complemento à carreira – diz a pesquisadora.

 A pesquisa mostra que 20% das britânicas casaram-se com homens de graduação bem maior que elas em 1949. Na década de 1990, a porcentagem de mulheres decididas a casar bem saltou para 38%, com aumento similar no resto da Europa, nos Estados Unidos e na Austrália.

 A pesquisa afirma ainda que muitas mulheres não admitem que o que querem mesmo é ser donas de casa – nem mesmo para seus maridos.

 – Apesar do que as feministas dizem, a verdade é que muitas mulheres e homens têm aspirações diferentes em relação a carreira, prioridades e objetivos de vida – diz a pesquisadora.